Oficina B: Guilherme Adami PDF Imprimir E-mail
Escrito por Clarissa Menezes Jordão   
Dom, 26 de Junho de 2016 09:31

CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO ENTRE ACADÊMICOS E PROFESSORES: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS POTENCIALMENTE RENOVADAS A SE CULTIVAR NO ÂMBITO DA FORMAÇÃO DOCENTE

Ministrante: Guilherme Zig Adami

Resumo: A sessão objetiva ofertar exercícios que tratem da questão do engajamento em conflitos motivados pela coexistência de modelos de produção de conhecimento diferentes entre si, empregados em um mesmo espaço estabelecido entre escolas e a universidade, qual seja, a formação docente. Assumindo que forças cognitivo-emocionais afetam processos de trans-individuação (Stiegler, 2015), resultando em implicações complexas para os conceitos de governamentalidade (Foucault, 1991) e doxa intelectual (Bourdieu, 1999), a questão de como sensibilidades refletem em decisões políticas (Rancière, 2004) torna-se essencial para entendermos potenciais pontos de entrada em uma trajetória de reliance como aquela defendida por Morin (1992). Importantes avanços nesse tema foram concretizados por Duboc (2012), especialmente com a proposição do conceito de atitude curricular, entretanto pesquisas em transdisciplinaridade metodológica (Nicolescu, 2010), relembrando os parâmetros da física quântica e sua lógica do terceiro incluso, oferecem bons argumentos para se considerar a relevância de se expandir as possibilidades de comentário sobre a questão a partir de outras formas de entendimento para além do logos. Nesse sentido, é possível pensar que a contemporaneidade e a complexidade de tal debate demandam abordagens inovadoras, a fim de podermos vislumbrar novos pontos de vista, de tal modo que se propõe aqui trabalhar construtos filosóficos como “teoria” e “prática” através do teatro pós-dramático, no qual a infinidade de formas de linguagem disponíveis, assim como seu uso cotidiano, estão constantemente sob avaliação na ação cênica. Acredita-se que isso permitirá uma apreensão mais ampla dos efeitos políticos de um tipo de animosidade comumente demonstrada no campo da formação docente, mesmo que em formas sutis, por alguma das partes envolvidas em relação à outra.
Público-alvo: professores de línguas
Data: 24/06, 14 às 17 
VAGAS LIMITADAS: garanta a sua por telefone (3360 5211)  ou pessoalmente no NAP

 quadro negro

LAST_UPDATED2